23 de junho de 2009

Do Corpo à Voz do Ator

Proposta de Oficina

DO CORPO À VOZ DO ATOR
Iniciando na Arte de Fazer e Pensar o Teatro

APRESENTAÇÃO

As teorias do Método das Ações Físicas definido por Stanislavski, sofre críticas formuladas a partir de leituras e traduções equivocadas, que deram origem a mitos e lendas, que são associadas aos princípios que cercam suas idéias.

A proposta dessa oficina dirigida para iniciantes, atores e estudantes de teatro é propiciar conhecimentos sobre o método que influenciou o teatro ocidental no século XX e vem sendo atualizado por estudiosos contemporâneos.

Essa oficina foi desenvolvida a partir das pesquisas de consciência corporal realizadas pelo Grupo de Teatro Celeiro das Antas a partir de experiências com profissionais como Graziela Rodrigues, bailarina, pesquisadora e interprete professora do departamento de dança da Universidade de Campinas SP, trabalhando a partir das memórias corporais e da observação do cotidiano. Serão aplicados exercícios físicos, visando ampliar a consciência corporal com referencias ao espaço que ele ocupa, ritmo, tempo e a relação com o parceiro de cena. Buscando ampliar em cada um a generosidade e a verdade pessoal na entrega do jogo da criação artística. A partir dessas vivencias o aluno é estimulado a se expressar artisticamente, bem como a transferir essas experiências para as suas relações cotidianas.

OBJETIVOS

Fazer conhecer e praticar os elementos que compõem a metodologia das ações físicas para a construção das personagens.

Dar início a formação de atores que possam participar de grupos teatrais atuando em seus espetáculos, participando de uma forma artística e criativa da vida da sua cidade, expressando suas idéias e inquietações.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

Jogos e improvisações a partir das circunstâncias propostas
Definindo e explorando os objetivos de cena
Linguagem gestual, comunicação não verbal e ações físicas
Performance e ação artística
O Jogo teatral
O corpo e o espaço
A voz como ação
A palavra e a sua função histórica no teatro, texto e subtexto
Introdução à teoria da recepção

METODOLOGIA

Aulas com explanação teórica seguidas de aplicação prática, utilizando de: exercícios de consciência corporal, jogos teatrais individuais e coletivos, experimentação cênica com textos, construção de cenas em duplas e avaliações.

FAIXA ETÁRIA
Maiores de 15 anos.

PRÉ-REQUISITO
Estar matriculado na 8a Série, estar cursando ou ter concluído o segundo grau.

QUANTIDADE DE ALUNOS
20 por turma.

DURAÇÃO
20 horas.

ESPAÇO FÍSICO
Sala ampla e ventilada.

MATERIAL NECESSÁRIO

Um aparelho de som com cd.
Cópia xérox (de uma a cinco páginas por aluno).

PROFESSOR COORDENADOR

José Regino de Oliveira, é: Palhaço, Arte Educador, Diretor e Ator de Teatro, Cenógrafo e Figurinista, graduado pela Fundação Brasileira de Teatro e Mestre em Arte em Processos Composicionais Para a Cena pela Universidade de Brasília (UnB), concluído com a dissertação “A Dramaturgia da Atuação Cômica - O Desempenho do Ator na Construção do Riso”. Em Brasília fundou o Grupo de Teatro Celeiro das Antas, foi professor de Direção Teatral no Departamento de Artes Cênicas da UnB, consultor técnico em Arte Educação da UNESCO atuando no Ministério do Meio Ambiente. Participou com seus trabalhos de festivais em vários estados do Brasil, Espanha, EUA, Portugal, Itália, Alemanha e Malta. Na sua formação de palhaço foi aluno de Carlos Tamanini.

A título de atualização, tem participado de cursos oferecidos por nomes como: dança: Graziela Rodrigues; Teatro: Eugênio Barba, Julia Varley, Antunes Filho, Luiz Carlos Vasconcelos, Roberto Mallet, Luiz Fugante; Palhaços: Hilary Chaplain, Leo Bassi, Leris Colombaioni, Grupo Lume, Márcio Libar e Ésio Magalhães; Bufão com Daniela Carmona.

Trabalhou na cidade de Berlim na Alemanha a convite da Companhia Working Party, dirigindo, roteirizando e atuando nos novos espetáculos cômicos da Companhia. Atualmente em Brasília dirigi e roteiriza o novo espetáculo Columpio da companhia Circo Rebote e está em cartaz com Alma de Peixe - Teatro para Bebês, primeira montagem do Núcleo de Pesquisa em Arte para Bebês do Celeiro das Antas, assinando roteiro, direção, cenário, figurinos e bonecos.


VER E ESCREVER COMENTÁRIO